quarta-feira, 16 de julho de 2008


Enquanto rebelo-me contra este velho mundo que insiste em abrigar suas nefastas honrarias, que assombram vidas responsáveis pelos milhares de desabrigados, o tempo passa com a pressa de uma tempestade que arrasta gerações para a cratera mais escura e atraente;

Um colapso sem precedentes, esperançosos da casta ordem, regida por um aparente maestro barroco e sua abundante orquestra de surdos.
Submeto-me, às duras penas, nesta prisão perpétua e cada vez mais instigante, ao pior, liberto-me em subversivas idéias, que mantenho vivas e convictas dentro do imenso e complexo universo de idéias, pois transcender é a saída sensata para encontrar o inverso daquilo que se encontra intocável;

Enquanto rebelo-me contra um emaranhado de cordas, na qual para desfazer se faz necessário movimentar todas que estão no entorno interligadas umas às outras, laçadas umas às outras, umas mais que outras, me atrevo a desatar aquele nó mais próximo, mesmo que seja pequeno e simples, pois este dará folga para alcançar outro que me sufoca;

Devo concentrar-me nesse enredo incessante, assim não perco o fio da meada, que me levará ao caminho do bom senso e da liberdade, tão desejada que alguns acabam me vendo como rebelde sem causa, mas deste título eu mereço e sustento a idéia de que sou mais que uma corda inerte neste entrecho dramático e insuportável;

No entanto rebelei-me contra mim, pois passei mais que metade da minha vida não acreditando nessa mais que metade da minha vida, desnutrido da característica humana que há muito não passa de um jargão em livros de biologia – sapientia. O tempo passa com a pressa das tempestades de épocas e te arrasta pelas pernas, mas espero que a próxima mais que metade da minha vida caminhará para além de um jargão...

Imagem é mera brincadeira há uns 2 anos atrás no paint.

3 comentários:

Nina disse...

eu digo...é muito bom. A sinceridade com que escreves é o que mais me impressiona. A emoção se tranforma em ternas palavras que nos envolve com muito sentimento...
É muito bom!
Com amor
Nina

Maikon K - disse...

eu quero é mais!

Neander disse...

Vamo lá bicho, vamos escrever e botar pra quebrar! Como o MK, eu quero mais!